PAUL VALÉRY

Paul Valery

Paul Valéry (1871-1945), poeta, ensaísta, crítico de arte, pensador, formou-se em Direito, em Montpellier, instalando-se em Paris em 1894. Em 1917, após longo período de silêncio poético, sob influência de André Gide, voltou a escrever e publicou o poema “A jovem parca”,que o tornou imediatamente célebre. A este logo seguiram “O cemitério marinho”(1920) e “Charmes”(1922), que o consagraram como um dos grandes poetas franceses. Profundamente marcado por Stéphane Mallarmé, assume a reflexão sobre a linguagem, a forma, o sentido e a inspiração poéticas como meio de conhecimento do mundo. Sua obra está marcada pela elaboração de uma poética do pensamento, que pode ser acompanhada em seus Cadernos [Cahiers], escritos entre 1894 e a sua morte em 1945. Depois da Primeira Guerra Mundial, já muito célebre, Valéry faz inúmeras viagens e assume diferentes funções dentre as quais a de membro da Academia Francesa e professor de poética no Collège de France. Paul Valéry influenciou várias gerações de artistas, poetas e filósofos, como Rainer Maria Rilke, T. S. Eliot e James Joyce. Suas reflexões sobre o mundo contemporâneo, marcaram vários pensadores contemporâneos como Jacques Derrida e seus escritos sobre a relação entre arte e pensamento foram decisivos para as reflexões de Maurice Merleau-Ponty.

Livros deste autor

R$64,90